20 de abril de 2014

O Maná escondido e a pedra branca.

Ele te sustentou no deserto - Dt 8:3

Wilma Rejane

"Aquele que tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer, darei a comer do maná escondido. Além disso, vou dar-lhe uma pedra branca com um novo nome escrito, conhecido apenas por aquele que o recebe."  Apocalipse 2:17 -


O que é isto? Exclamaram os Israelitas no deserto quando viram  pães caindo do céu, como chuva. Quando o orvalho evaporava, após cada madrugada, lá estavam os manás cobrindo o solo. Miúdos como sementes de coentro,  semelhantes ao bdélio um tipo de goma-resina que imita a planta mirra e  lembra pequenas pérolas,o sabor era de bolo de mel ou azeite. 

Por quarenta anos, enquanto peregrinou no deserto, a nação de Israel foi suprida de forma milagrosa pelo maná enviado do céu. E Jesus revela a João (Apocalipse 2:17) que este maná está escondido, porém disponível aos que confessam Seu senhorio. Estes poderão comer do maná e ainda receber uma pedra branca. Convêm assim, conhecermos não apenas a forma literal do Maná (que significa "o que é isto?" em hebraico), mas também explorarmos a revelação Divina que Deus transmitiu para as antigas e novas gerações. 


O Maná na arca 

No livro de êxodo, Deus orienta Moisés a guardar o Maná na arca da Aliança: 

"Esta é a palavra que o Senhor tem mandado: Encherás um ômer dele e guardá-lo-ás para as vossas gerações, para que vejam o pão que vos tenho dado a comer neste deserto, quando eu vos tirei da terra do Egito. Disse também Moisés a Arão: Toma um vaso, e põe nele um ômer cheio de maná, e coloca-o diante do Senhor, para guardá-lo para as vossas gerações." Êxodo 16:32-33.

Na época do profeta Jeremias, quando Israel sofreu o cativeiro Babilônico,em aproximadamente 580 a. C, a arca da Aliança foi retirada da terra, e não mais pôde ser vista por ninguém. 

"Quando vocês aumentarem e se multiplicarem na sua terra naqueles dias, declara o Senhor, não dirão mais: 'A arca da aliança do Senhor'. Não pensarão mais nisso nem se lembrarão dela; não sentirão sua falta nem se fará outra arca." Jeremias 3:16

O escritor de Hebreus relata com precisão a presença do maná na arca da aliança:

"Mas depois do segundo véu estava o tabernáculo que se chama o santo dos santos,Que tinha o incensário de ouro, e a arca da aliança, coberta de ouro toda em redor; em que estava um vaso de ouro, que continha o maná, e a vara de Arão, que tinha florescido, e as tábuas da aliança."Hebreus 9:3-4

E por fim, João, como prisioneiro na ilha de Patmos, recebe de Deus a revelação sobre o verdadeiro destino da Arca da aliança:

" Então foi aberto o santuário de Deus nos céus, e ali foi vista a arca da sua aliança. Houve relâmpagos, vozes, trovões, um terremoto e um grande temporal de granizo." Apocalipse 11:19.


O que é o Maná? 

Sabemos que era um tipo de alimento que caia milagrosamente do céu para alimentar os israelitas no deserto. Agora observemos as referências dadas no Novo Testamento ao Maná:

" Eu sou o pão da vida. Vossos pais comeram o maná no deserto, e morreram. Este é o pão que desce do céu, para que o que dele comer não morra. Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo."João 6:48-51


"Em Moisés, todos eles foram batizados na nuvem e no mar. Todos comeram do mesmo alimento espiritual e beberam da mesma bebida espiritual; pois bebiam da rocha espiritual que os acompanhava, e essa rocha era Cristo. Contudo, Deus não se agradou da maioria deles; por isso os seus corpos ficaram espalhados no deserto. Essas coisas ocorreram como exemplos para nós, para que não cobicemos coisas más, como eles fizeram. Não sejam idólatras, como alguns deles foram, conforme está escrito: "O povo se assentou para comer e beber, e levantou-se para se entregar à farra".I Coríntios 10:2-7.

O Maná é alimento espiritual, é a Palavra de Deus, É Jesus Cristo. Ele estava entre os Israelitas e está entre nós. Ele é o alimento que permite a vida abundante e eterna. 

Os Israelitas que pereceram no deserto, não sabiam, não conheciam o valor do Maná. Eles comiam para satisfazer suas vontades, para se sentirem bem e confortáveis. Estavam fartos no estômago, mas vazios no espírito. Perguntamos: Como é possível? Pior é que isso também acontece em nossos dias. Há uma busca por Jesus, pela Palavra de Deus, os templos estão lotados, porém há tanto vazio na alma, no espírito... porque querem usar Jesus como um meio de satisfação pessoal, de conquista social. Há mais de hedonismo e menos de cristianismo.

 “ Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus”.  Mateus 4.4

Comer do Maná escondido no céu é viver com Cristo, para Cristo e por Cristo. É dizer não ao pecado todos os dias, é comer o Pão do céu todos os dias, é sofrer as dores desse mundo todos os dias, por amor a Deus. Não é viver de sacrifício, mas da Graça que capacita os miseráveis pecadores a resistir ao que não agrada a Deus. A promessa de comer do Maná escondido pertence aos Filhos de Deus, descritos  no Evangelho de João:

"Aquele que é a Palavra estava no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o reconheceu. Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus,os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus." João 1:10-13

 O Maná já não está mais escondido, foi revelado aos homens quando deixou Seu lugar secreto, a morada celeste e se fez homem, habitando entre nós.

"O mistério que esteve oculto durante épocas e gerações, mas que agora foi manifestado a seus santos. A eles quis Deus dar a conhecer entre os gentios a gloriosa riqueza deste mistério, que é Cristo em vocês, a esperança da glória."Colossenses 1:26-27.

Portanto, esse Maná é uma promessa realizada. Ele é quem sustenta a igreja vitoriosa. Essa mensagem do Maná ao tempo em que  fortalece também alerta: Não basta frequentar uma denominação, conhecer a Palavra, é preciso praticar, obedecer. Os israelitas eram a congregação da Aliança, a nação do Concerto, mas se perderam, morreram espiritualmente falando.


A Pedra Branca 



Na época em que foi escrito o Apocalipse, a pedra branca tinha pelo menos duas funções: 

I-  Pedras brancas eram lançadas em uma urna, nos tribunais, para absorver o julgado. Pedras negras significavam condenação. 

II- Para os grandes festivais, convidados recebiam uma pedra branca com inscrição distinta e especial. Cada convidado tinha suaebe. Representa a justificação em Cristo Jesus e o acesso a festa das Bodas do Cordeiro. 
pedra que não podia ser trocada ou cedida.

Em ambos os casos, a Pedra Branca é exclusiva de quem a recebe.

A palavra de Deus é muito linda, é poder e vida e convêm nos aprofundarmos em seu estudo a fim de frutificarmos em fé e  amor. Somos pequenos demais, tão falhos, frágeis... O que sabemos sobre o amanhã, sobre o fim de nossos dias? Não sabemos, não temos tal capacidade de conhecer sequer o presente, quanto mais o futuro. Mas Deus nos promete o céu, abre seus tesouros para nos revelar que é possível vencer a morte e a vida.

Olhar para as revelações de Deus no livro do Apocalipse é confortante, animador, porque o final está escrito e não poderá jamais ser mudado. E esse final nos diz que mesmo quando tudo parecer ter acabado, ainda não será o fim. Deus reservou um descanso para o seu povo, também reservou provisão diária para seus filhos.

Deus o abençoe

Por: Jesus dentro do barco
19/04/14
Fonte: A Tenda na rocha   Bíblia de estudo Plenitude, SBB, Ediço 1995 e White Stone


1 Comentario:

Lucy Araújo disse...

Belo post!

Sempre que puder visite-me...
Fruto do Espírito

Minha Fan Page

O Blog do meu amado esposo!
Discípulo de Cristo


Em Cristo,
***Lucy***

Postar um comentário

Deiche aqui suas mensagens