22 de agosto de 2012

Um dia depois de amanhã.



Salmo 23

João Cruzué

Esta mensagem foi escrita para você, que está passando por grandes dificuldades e diante de  tantas incertezas e más notícias parou e se perguntou: E agora, o que é que eu vou fazer amanhã? Bem, eu também já me fiz várias vezes esta pergunta, durante certo tempo de minha vida; um tempo ruim que normalmente vem na vida das pessoas - inclusive cristãs.

Se amanhã, quando você se levantar e sentir-se a pior das pessoas a ponto de desejar a morte, saiba que existe um propósito real para suas aflições. Se você ainda não é um cristão, se quiser, dobre seu joelho lá no seu quarto e peça ajuda para Jesus - o amigo das horas mais difíceis. Converse sobre seus problemas com Ele,  como se estive ao lado do seu/sua melhor amigo/a. Abra seu coração, Ele vai  ajudar-lhe.

Se você já é um cristão e Jesus tem sido o Senhor da sua vida - creia! Creia que o Senhor está trabalhando na sua vida, preparando você para receber grandes bênçãos  que ainda não sabe. Quando se levantar pela manhã, triste, desesperançado, lembre-se desta palavra de Paulo aos Filipenses: E uma coisa faço, e é que me esquecendo das coisas que para trás ficam, e olhando para as que estão adiante de mim, prossigo para o alvo, pela soberana vocação de Deus - em Cristo Jesus. 


Também conte para Jesus suas frustrações, a dor da decepção e da inutilidade. Lance sobre Jesus toda sua ansiedade. Também creia que Ele foi preparar a sua vitória. Que Ele já conquistou esta vitória para você. Pense nisto. E da mesma forma que o sol faz evaporar a cerração da manhã O Senhor vai secar suas lágrimas e alegrar sua alma por mais um dia.

É uma batalha nossa a cada dia. E também uma vitória nossa de cada dia. E depois de algum tempo, quando você menos esperar, o inesperado vai bater a sua porta trazendo novas de grande alegria.
 

 Passei por uma longa provação de onze anos, para dizer aqui que quando Deus tem uma grande bênção na sua vida, há um período em que Ele trabalha em nós para construir as estruturas de suporte.

 Foram onze anos de desemprego. 

Durante esta provação, fui muito criticado pela família,  chamado de preguiçoso, inimigo do trabalho,  uma vez ouvi até a palavra lixo. Houve tempo que eu simplesmente desejei morrer, pois me sentia a mais inútil das pessoas. Cheguei enviar mais de 700 currículos atrás de trabalho. As poucas entrevistas foram portas na cara. Até que um dia, depois desses onze anos, Jesus começou a operar o milagre. 

Primeiro, apareceu uma oportunidade para trabalhar em período de emergência como contador no Hospital do Campo Limpo. Fiz concurso e assumi a vaga. Muitos colegas achavam que iam me ver pelas costas. Cinco anos se passaram.

No terceiro convite da Secretaria de Finanças do Município de São Paulo, fui lá para fazer duas entrevistas. Uma delas com o Sr. Secretário de Finanças do Prefeito Kassab, Dr. Valter Aluisio Morais, que me convidou imediatamente para trabalhar com os contadores da Secretaria. Aguardei a liberação da minha Chefia, da Administração indireta.

Na semana que deixaria a Autarquia Hospitalar Municipal, o carteiro entregou um telegrama estranho, às 19:00h de 12/11/2009.

 Para quem ficou 11 anos desempregado, aos 53 anos de idade, qual é a sua perspectiva ao ver um telegrama, coisa mais arcaica em tempos de internet? Imaginei alguma intimação qualquer. Uma coisa ruim.


 Era uma convocação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, para escolher a cidade para assumir uma vaga de AFF - Agente da Fiscalização Financeira. Salário três vez maior do que eu ganhava. Tinha me esquecido de um concurso que fizera há quase quatro anos atrás. Houve prorrogação. E como não estivera na primeira lista de convocação em 2006. Quem é que vai se lembrar de tal concurso em novembro de 2009?

Fui chamado também para assumir uma vaga de contador no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo em 2010. Concurso de 2008. Como o salário era menor, fiquei no TCESP.  Foram três portas abertas em menos seis meses.

"O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias."

 O Senhor também vai transbordar o "teu" cálice. Anime-se e continue enfrentando com oração os dias maus, pois outros dias virão e eles serão bons. Não se esqueça de fazer caminhadas para evitar a depressão. Ore durante suas caminhadas. E basta um dia de vitória para que uma vida inteira de derrotas seja esquecida. 


Assim como o leproso (entre os 10) que voltou para agradecer ao Senhor Jesus, coloquei no meu coração aprender como usar um blog para contar os testemunhos das grandes coisas que o SENHOR  fez por mim.

Deus o/a abençoe com a paz.


Por: Jesus dentro do barco
06/08/12

0 Comentario:

Postar um comentário

Deiche aqui suas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...