13 de julho de 2012

Não atirarei a primeira pedra.


                             "Aquele que não tiver pecado, que atire a primeira pedra".


As pedras que iam lançar na mulher adúltera (João 8.1-11) iriam condena-la. Iriam matá-la. Iriam até mesmo mandá-la pro inferno. Eram pedras de condenação, de julgamento eterno. Não eram mais acusações, não eram mais exposições do erro, não eram mais a simples exortação. ERAM A MORTE ETERNA!


Foi aí que eu percebi. Jesus não livrou a mulher de mostrar a ela seu erro para que ela se consertasse, senão não teria dito "nem eu te condeno, VAI E NÃO VOLTES A PECAR!" (v. 11). Ele expôs sim o erro à moça, queria que ela reconhecesse sua falha para com Deus, com seu esposo (ou com o cônjuge de quem ela foi amante, não sabemos ao certo) e consigo mesma. E queria que ela mudasse de atitude, que vivesse uma nova e eterna vida. Jesus apenas a livrou da sentença condenatória, da morte e do inferno.


E é justamente isso que eu e tantos como eu, que passam suas vidas orando, buscando conhecer a Palavra de Deus em sua integridade e fugir de ensinamentos contrários à Sua Santa Palavra, contra os aproveitadores desse mundo e que destroem a imagem da igreja por si próprios e não demonstram um pingo de arrependimento. Mas não quero que eles morram e vão pro inferno. Eu não os condeno. Eu não os julgo, nem tenho esse direito ou poder. Mas eu tenho o direito e o DEVER de zelar pela Casa de Deus (João 2.17), pela Palavra do Senhor ser pregada de verdade contra os que não suportam a sã doutrina (II Timóteo 4.3-4), para que os ímpios parem de escarnecer do nome de Deus (Isaias 52.5 / Romanos 2.24), como tem acontecido por culpa exclusivamente de nossa passividade e de deixar toda sorte de heresias e falsos ensinos penetrarem na igreja e nós de braços cruzados engolindo tudo como se tivesse "bom demais" (Apocalipse 2.14-16 e 20-23). Não condenarei nenhum dos líderes, seja eles quem forem, mas a Verdade é que temos que mostrar a verdade, quer gostem os líderes ou as pessoas ou não, quer morramos, quer vivamos, que falemos a Verdade a tempo e fora de tempo! (II Timóteo 4.2).


Para finalizar esse texto, que Deus nos ajude todos os dias a não temer NUNCA falar a verdade, mesmo que doa em nós mesmos:



Fonte; Jesus dentro do barco
13/07/12

0 Comentario:

Postar um comentário

Deiche aqui suas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...