3 de janeiro de 2012

Como chamar a atenção de Jesus?


                                
Estamos diante de um relato… Um rico ensinamento
“Depois chegaram a Jericó. (Jericó – Cidade muito forte no comércio, cidade que representa desafio, muralhas, adversidades. Todo cristão passa em algum momento de sua vida por Jericó.) E, ao sair ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, estava sentado junto do caminho um mendigo cego, Bartimeu filho de Timeu. Este, quando ouviu que era Jesus, o nazareno, começou a clamar, dizendo: Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim! E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele clamava ainda mais: Filho de Davi, tem compaixão de mim. Parou, pois, Jesus e disse: Chamai-o. E chamaram o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, ele te chama. Nisto, lançando de si a sua capa, de um salto se levantou e foi ter com Jesus. Perguntou ele ao cego: Que queres que te faça? Respondeu-lhe o cego: Mestre, que eu veja. Disse-lhe Jesus: Vai, a tua fé te salvou. E imediatamente recuperou a vista, e foi seguindo pelo caminho.” (Marcos 10.48-52.)
Vemos um paralelo no A.T., a saber, Elizeu sabia que Elias iria partir. Ele sabia que tudo que ele tinha visto acontecer por intermédio da vida do profeta iria cessar! Seu “mestre” não estaria mais junto dele. Então Elias disse a Elizeu: (…) “Pede-me o que queres que eu te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja sobre mim dobrada porção de teu espírito.” qual é o seu último pedido antes que ele fosse arrebatado. “Elizeu diz: Que haja porção dobrada do teu espírito sobre mim.” (2 Rs 2.9.)
Estamos diante de um relato, que mais do que narrar a história real de um milagre vem trazer-nos um rico ensinamento, ao nos mostrar, qual a postura, qual a atitude a ser tomada pelos que se encontram perante situações da vida, nas quais sabe que são impossíveis.
Aqui está um homem, diante de uma impossibilidade da vida. Um homem que jamais poderia mudar a sua situação, pois isto para ele era impossível. Aqui está um homem que precisava de um milagre.
Mas há algo que este homem fez para experimentar a cura do Senhor, experimentar o milagre que mudaria a sua vida. Diante do impossível, há algo que podemos fazer, e isto, é o que nós precisamos descobrir se queremos também experimentar o milagre do Senhor em nossas vidas.
1. A primeira ação daquele homem foi colocar-se no lugar certo
Ele estava ciente da sua situação, da impossibilidade de por si mesmo tornar a ver, ser restaurado à sociedade e à dignidade. Mas, sabia também que havia algo que poderia ser feito, e ele fez, colocou-se no lugar certo, no lugar que Jesus iria passar.
Ele já sabia quem era Jesus, sabia que era poderoso o suficiente para curá-lo, sabia que Jesus estava na cidade, e que certamente, iria passar por aquele caminho. Tomou então, todas as providências, para estar exatamente naquele lugar que Jesus iria passar. Era vital que ele estivesse no lugar certo.
E você amado, há algo em sua vida, que é impossível, mas precisa se concretizar? Você crê que Jesus é poderoso o suficiente para realizar este milagre? Então a primeira atitude que deves tomar é esta: colocar-se no lugar certo, no lugar em que Jesus está. Mas… Onde Jesus está? Estará porventura nos lugares que você tem freqüentado? Ele está nos lugares aonde você vai?
Se aquele homem tivesse ficado em casa, desanimado da vida ou se lamentando noutro lugar, não teria experimentado o milagre. Esta, certamente não deve ser a sua atitude. Se há algo necessário, porém impossível, é isto que você precisa fazer para que se torne real - estar no lugar certo.
2. A segunda ação daquele homem, foi certificar-se de que Jesus o veria
No meio daquela grande multidão, como poderia ser notado? Foi preciso clamar, clamar forte. Enquanto não tivesse certeza de que Jesus o ouvira e o iria atender, não pararia de clamar. A multidão até tentou lhe desanimar pedindo que se calasse, mas ele não deu ouvidos à multidão, pois estava determinado a ser curado, e sabia que isto só aconteceria se Jesus o ouvisse, pois assim, se moveria de compaixão. Ele sabia e ouvira falar, que este Jesus, era cheio de compaixão, e esta compaixão que o levava a realizar milagres.
Amado irmão, se você está no lugar certo, no lugar em que Jesus se faz presente, sabe que Ele é cheio de compaixão, que esta compaixão O leva a realizar milagres, você precisa clamar. Clame forte e não pare, persevere. Não se deixe levar pelos conselhos desanimadores das pessoas, que tentam te fazer calar. Clame a Ele, e não pare, até ter a certeza de que Ele te ouviu, te viu, está olhando pra você, e se dirige a você com compaixão. Veja que isso também você pode fazer… Clamar, clamar, clamar.
3. A terceira ação daquele homem foi determinante, ele sabia o que queria
Estando no lugar onde Jesus estava, clamou até atrair Sua atenção, foi chamado e se colocou diante Dele. Uma última coisa aconteceu antes do milagre. Jesus se dirige para ele e lhe pergunta: O que você quer?
Ora amado, não parece estranha a pergunta? Um mendigo, cego, na frente de Jesus… O que poderia querer? Precisava perguntar? Jesus não sabia? Sim, e eu penso que três razões levaram Jesus a fazer-lhe esta pergunta.
A primeira foi que Ele deu oportunidade ao homem para refletir e verificar se realmente queria o milagre, pois ele, a vida inteira esmolou, vivia disto, não sabia fazer outra coisa, e como cego poderia contar com a caridade das pessoas. Passando a enxergar, teria que trabalhar, as pessoas não mais o ajudariam, e ele não estava acostumado com este tipo de vida. Iria querer realmente ser curado? Veja, que maravilha, até nisto, vemos a misericórdia de Jesus. A segunda razão é, que Jesus, mais do que realizar milagres queria conversar com ele, queria ter comunhão com o homem e vê-lo olho no “olho”. A terceira razão, é que Ele quer ouvir dos nossos lábios o pedido, embora saiba, Ele quer que o peçamos.
Então nesse caso, não bastava a fé. Jesus sabia que o homem tinha fé, ele já havia demonstrado em seu clamor, mas a fé não era suficiente. Ele precisava ter também consciência do que o milagre implicaria. Mas esse homem estava determinado, sabia muito bem o que queria, e não titubeou diante de Jesus, e esta última ação foi determinante para a realização do milagre.
Então meu amado, você tem se colocado no lugar certo? Tem sentido a presença do Senhor? Tem clamado com perseverança, ainda que muitos o estejam desanimando? Sente que Ele está te ouvindo, que te olha com compaixão? Agora só precisa ter certeza daquilo que tem pedido a Deus.
Você está realmente determinado a receber? É isto mesmo que você quer? Já avaliou as conseqüências do que tem pedido a Deus? Está pronto para o milagre? Faça como este homem e se prepare para experimentar o milagre de Deus
ILUSTRAÇÃO:
- “O que você pediria a Cristo se fosse o cego?”
- “Oh,” disse a criança, com semblante empolgado e olhos
faiscantes, “eu pediria um lindo cachorro com coleira e
corrente para me guiar.”
Freqüentemente nós estamos pedindo o cachorro do homem cego ao invés da vista do homem que enxerga.
Muitas vezes caminhamos neste mundo em busca de satisfação, realizações e conquistas com o propósito de tornar nossa existência agradável e vitoriosa.
Que Deus abençoe a todos!!!
Fonte: Pb. Carlos - A Família na Rocha 02/01/12


0 Comentario:

Postar um comentário

Deiche aqui suas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...